Manifesto do Diretor Presidente da Solution sobre as eleições 2018

Vamos falar de eleições? Diante do cenário atual, sentimos a necessidade de nos posicionarmos como marca a fim de externalizarmos as ideologias, propostas e visões que apoiamos. Reforçamos que vivemos em um país onde a liberdade é um direito irrevogável de cada cidadão, portanto, o voto é uma escolha totalmente pessoal. Vivemos em uma democracia e jamais faremos qualquer tentativa de convencer nossos colaboradores a votarem em candidatos específicos. No entanto, acreditamos que, assim como as pessoas possuem ideologias definidas e se posicionam sobre, nós, como marca, também possuímos.

“Neste momento tão importante da nossa nação, é importante nos posicionarmos com relação a esta eleição, porque dela vão sair os nossos representantes por quatro ou oito anos e isto vai afetar de maneira significativa os rumos dos nossos negócios e o respectivo reflexo no nosso trabalho, salário, renda, com impactos em todas as coisas de nossa vida.


A nossa Visão, Missão, Princípios e Valores, tanto os escritos bem como os efetivamente
praticados na nossa organização, foram construídos por toda equipe através de sua Diretoria e liderança da equipe, e estão em constante aperfeiçoamento, nos quais acreditamos e seguimos, e devem delinear e nortear as nossas escolhas.

A Solution já passou por crises e muitos momentos difíceis durante a sua existência, mas
nunca nos afastamos dos nossos valores e princípios e isto nos manteve unidos e coesos na direção correta e com isso superamos as dificuldades e conseguimos obter hoje um
crescimento importante na nossa organização, em benefício de todos.


Devemos analisar as propostas dos candidatos e suas condutas e verificar quais possuem aderência aos nossos princípios e valores e quais são inaceitáveis. Ética, moral e transparência – é nosso valor maior, e é por isso que está elencado como primeiro nos nossos valores.

Se na atividade privada, nas nossas relações pessoais e familiares, a ética moral e transparência são fundamentais, mais ainda na atividade pública deve ser princípio básico. Qualquer candidato que tenha sobre ele, ou sobre sua equipe, comprovadamente suspeição ou já tenha tido condenação de conduta imoral, de corrupção, lavagem de dinheiro, ou qualquer outro crime que atente aos princípios morais, éticos e de transparência não merecem nosso apoio.


Liberdade econômica, simplicidade e eficiência – Defendemos a liberdade econômica acima
de tudo, eficiência e redução do tamanho do estado, diminuição da carga tributária, diminuição da burocracia (simplicidade). O estado (governos) devem prover a segurança, saúde, educação básica, infraestrutura e regulamentar as atividades, mas sem ingerência na atividade privada. O serviço público deve ser de qualidade, porque ele está a serviço do
indivíduo e não o indivíduo a serviço do estado. Defendemos a privatização de tudo o que não é finalidade do estado e que a iniciativa privada possa prover. Como está descrito em nossa bandeira, a ordem deve ser provida pelo estado e o progresso pela atividade privada.

Analisar as propostas, quem defende um estado liberal, eficiente e quem defende um estado gigante, ineficiente e controlador.

Liberdade individual – Defendemos as garantias de liberdades individuais, ou seja, o indivíduo deve controlar o estado e não o contrário. Respeitando as leis e determinações legais, defendemos o direito irrestrito à liberdade de propriedade, de posse, e o direito de ir e vir.

Defendemos o direito de a família educar os filhos e não o estado impor suas doutrinas.
Defendemos a liberdade de escolha do indivíduo, de poder prover sua segurança e de seu
patrimônio, se o estado, que tem este dever, não puder cumpri-lo com efetividade. Com isso, defendemos a posse de armas para sua defesa, da família e do seu patrimônio, desde que comprove necessidade e capacidade, mas não o porte, que deve permanecer restrito aos que por lei tem este direito.


Meritocracia e conduta/comportamento – Em todas as atividades, o mérito pessoal deve
prevalecer. Defendemos que o funcionalismo público deve ser avaliado constantemente e não deve ter estabilidade vitalícia de emprego se não cumprir com eficiência sua finalidade.
Estabilidade deve ser para algumas categorias de exceção como Judiciário, policiais, ministério público.

Defendemos igualdade na aplicação das regras previdenciárias tanto para servidor
público como atividade privada. Todos são iguais perante a lei, ninguém deve estar acima e
nem abaixo da lei. A igualdade que defendemos, é a igualdade de oportunidade e não a
igualdade de resultado, porque o resultado cada um constrói conforme seu esforço e mérito.

Não deve haver privilégio de qualquer natureza, nem pela cor da pele, de sexo, de estado civil, etc. Repudiamos qualquer tipo de cotas, porque entendemos que, atualmente ninguém é inferior a outro que deva merecer algum tipo de privilégio. Aqui na empresa, ninguém deve ser privilegiado, nem mesmo filho de colaborador ou de sócio, todos devem se submeter às mesmas regras e normas. Remuneração igual para funções e cargos iguais, segundo o mérito, sem qualquer discriminação seja de qualquer natureza. A conduta, o mérito, a eficiência no trabalho, são os balizadores do ingresso e crescimento dentro da nossa organização.


Assim, desta forma, queremos representantes que defendem estes princípios e valores.
Sergio José Persh Wendt
Diretor Presidente
Solution Sistemas e Gestão”

Deixe um comentário