Não queira abraçar o mundo, aprenda a delegar tarefas

 

No mundo do empreendedorismo, quem vai acompanhado vai mais longe. Não se deixe sobrecarregar de tarefas, desenvolva a confiança e descubra as melhores formas de delegar funções

Quando um empresário da start no seu negócio é natural que queira abraçar todas as funções, afinal, a empresa é como um filho que foi planejado, nutrido, gerado por um tempo e enfim nasceu, mas o difícil é aplicar aquela conhecida frase que diz que os pais devem criar os filhos para o mundo. Essa premissa se encaixa muito bem quando falamos de empreendedorismo e, assim como as crianças, se você quer que a sua empresa cresça de forma saudável, você precisa deixá-la voar, e isso significa aprender a delegar funções.

A supervisora de qualidade da Solution, Maitê Fontana acredita que a delegação de tarefas é de extrema importância, tanto para o líder da empresa quanto para toda a sua equipe. “Sem a delegação não é possível o crescimento, visto que, caso não delegue, caberá a cada um continuar desenvolvendo as mesmas tarefas sempre, impedindo que haja tempo para assumir novos desafios. Uma pessoa só consegue crescer dentro da empresa, se conseguir delegar suas tarefas a outras, desenvolvendo os mesmos”.

Você não pode ser pra sempre o financeiro, o RH, a comunicação e o CEO de sua empresa e esperar que ela se torne internacional. Não me entenda mal, não estou pedindo para que você entregue sua empresa inteira nas mãos de alguém, o que digo aqui é que você precisa deixar as questões operacionais para uma equipe que confia e focar na estratégia do seu negócio. Imagine você ter 200 funcionários que esperam o tempo todo por você para tomar uma decisão. A situação ficaria insustentável e te deixaria em uma posição muito delicada.

Sim, entramos em outra questão: a gestão de pessoal. Como saber se estou contratando a pessoa certa? Como saber se são qualificados o suficiente? Se encaixam no perfil da minha empresa? No início, na hora das contratações, procure saber quais são os objetivos das pessoas que serão de sua confiança, o que elas esperam, como querem crescer. Quando a sua empresa tiver atingido um número de funcionários considerável isso pode não ser mais possível, mas aí você já terá escolhido a pessoa certa a quem delegar essa função também.

Maitê reforça que dentro da Solution procura-se sempre formar novos líderes. “Buscamos fazer isso desenvolvendo a técnica e principalmente o comportamento de cada integrante da equipe. Uma pessoa só consegue ser líder se tiver um perfil adequado para isso e uma visão do todo da empresa, e é o que buscamos desenvolver, delegando novas tarefas e desafios”, afirma.

Transmitir o conhecimento, dominar o assunto e as ferramentas de gestão e aprender a cada dia como delegar faz parte desta trajetória empreendedora. Pessoas que empreendem já têm uma capacidade de visão avançada, são corajosas, determinadas e com grande capacidade de realização, porém precisam tomar cuidado, nem sempre as ideias que estão em sua cabeça são tão claras para sua equipe também. E atenção: vale muito mais a pena passar um tempo ensinando do que acumular funções. É necessário confiar em seus funcionários, dando a eles também a possibilidade de se desenvolver.

A Solution acredita no potencial de cada um de seus integrantes. “Temos um time onde confiamos muito uns nos outros e isso ajuda muito no dia a dia. Trabalhamos as competências com PDI, feedbacks e acompanhamentos nos novos desafios de cada integrante da equipe. Acho importante a liberdade que temos e transmitimos a equipe de achar a melhor maneira de trabalhar com suas responsabilidades”, afirma.

Líderes são mais que chefes, são modelos…

 

Como já explicamos antes, é difícil fazer com que a sua empresa cresça sozinho. Mais do que empresários, os donos precisam ser líderes e modelos. A imagem que você passa, a forma como conversa e incentiva, tudo isso reflete no que será produzido e na forma como a sua equipe reagirá. Seus funcionários precisam ser motivados, reconhecer que tem valor, que fazem parte da empresa, para que assim possam trabalhar nela com vontade de crescer

e um bom modelo precisa demonstrar confiança

 

Confiança é a palavra-chave em relacionamentos. Se um funcionário não confiar em você, ele não irá priorizar o seu trabalho. No momento em que se delega uma função, você deve acreditar na pessoa que vai executá-la. Escolha sempre alguém com potencial e capacidade de aprendizagem e então a acompanhe, dê um feedback periodicamente e aos poucos se afaste. Dessa forma você criará uma equipe competente e engajada.

e instigar a sua equipe.

Uma equipe estagnada funciona até a hora que para. Parece óbvio né? Não é porque está tudo certo agora que será sempre assim. Os funcionários precisam ser estimulados a aprender. Invista em coachings e treinamentos, mostre a eles as possibilidades, as mudanças. É importante demonstrar interesse e isso lhe deixará mais confiante na hora de delegar as tarefas.

Delegar ≠ Abandonar

 

Não é porque você delegou uma função que vai abandoná-la, isso significa apenas que você não é mais o encarregado direto. Não irá ter conhecimento de todos os processos, nem ir a todas as reuniões, mas continuará acompanhado os seus resultados através dos indicadores. Isso permitirá a você visualizar o crescimento da empresa de forma estratégica.

E o mais importante: desenvolva a capacidade de ouvir!

 

Todo o feedback é positivo, seja ele bom ou ruim. Além de ouvir a sua equipe, ouça também o que dizem sobre ela. Ouvindo você compreende melhor a vida de quem está dentro e avalia a visão de quem vê de fora. Uma boa comunicação sempre gera bons frutos, e dessa forma você pode desenvolver tudo o que já falamos até, sem maiores problemas.

Deixe um comentário