Pouco rendimento? Conheça 5 dicas para entusiasmar seu colaborador

O baixo rendimento de uma membro da sua equipe pode ser uma maçã podre para o time e trazer muitos prejuízos para sua empresa, principalmente financeiro. E isso ninguém quer, certo? Seja por reflexos da vida pessoal ou do próprio ambiente de trabalho, ajudar o colaborador a melhorar seu desempenho pode ser uma boa saída ao invés de demiti-lo. Por isso, listamos cinco dicas sobre como entusiasmar seu funcionário e fazer com que ele se sinta, cada vez mais, parte do time.

 

Entenda de onde vem o problema

Seja por um problema pessoal ou no próprio ambiente de trabalho, tente sempre entender a origem do problema causador do baixo rendimento. Questione e se mostre interessado pelo assunto. Algumas vezes, um simples ombro amigo pode ser o que faltava para melhorar o desempenho.

 

Trace metas

Trace metas possíveis. Se a meta estiver muito distante de ser batida, pior será o rendimento. Se você exigir o máximo logo de cara, ele irá pensar que o objetivo é tão distante que nem vale o esforço. Por isso, trace metas alcançáveis com seu colaborador e exija, gradativamente, cada vez mais dele. Mostre flexibilidade e faço-o perceber que o bom desempenho depende das suas atitudes.

 

Acompanhe de perto e dê feedbacks

Não sente e espere pelos resultados. Acompanhar os processos de perto dará o embasamento para tomar a decisão mais correta e passar o feedback mais preciso sobre a ação que seu funcionário tem exercido. Além disso, ter o chefe próximo também passa confiança e um sentimento de importância para o trabalho que é realizado.

 

Dê broncas

Não encontrou um motivo aparente para a queda de rendimento? Dê uma bronca. Esse pode ser um ponto crucial para a mudança de comportamento. Em alguns momentos uma chacoalhada pode ser o melhor remédio para que tudo volte ao normal.

 

Valorize os pontos positivos

Percebeu que o colaborador teve pequenas melhoras? Não exite em elogiá-lo. Ressalte os pontos positivos e diga exatamente o que melhorou. Demonstrar que se importa com o colaborar é um grande passo para que o empreendedor faça sua empresa render e, consequentemente, crescer.

 

Não deu certo? Aí sim você tem todos os motivos para convidá-lo a ser feliz em outro lugar. Mas lembre-se, este nunca é um processo ideal. Converse, tente e não desista tão fácil de bom colaborador. Pense com cautela e tome sempre a melhor decisão para sua empresa.

Deixe um comentário