Precisamos falar sobre a Internet das Coisas

Chegamos no futuro. Ainda que escadas e elevadores não tenham sido substituídos por tubos à vácuo, nossas roupas não sejam metalizadas e os carros não estejam voando pelo céu, sim, o futuro chegou.

Os cabos estão interligados e cada vez mais a teoria da Aldeia Global, do sociólogo Marshall Mcluhan, que prevê uma grande rede mundial de pessoas conectadas, vai se concretizando. Ainda que essas conexões não sejam, de fato, globais e incluam todas as classes sociais, é importante destacar como as mudanças tecnológicas avançaram e estão  modificando funções simples da rotina diária das pessoas e também do mercado.

Uma das grandes responsáveis por essas inovações é a Internet das Coisas, ou IoT (em inglês, Internet of things).

Já ouviu falar?

A ideia da IoT é que cada vez mais o mundo físico e o digital sejam híbridos deixando a vida das pessoas cada dia mais fácil e podem estar presentes em coisas pequenas como eletrodomésticos ou fazer parte de sistemas muito maiores, como a mobilidade urbana.

Não são apenas as pessoas que estão conectadas em uma grande rede. Aqui os objetos também se conectam e realizam funções a partir da conexão com a internet, celulares e computadores.

Mas de onde surgiu?

A Internet das Coisas foi proposta lá em 1991, por Kevin Ashton do MIT, que escreveu, em 2001, o artigo “A Coisa da Internet das Coisas” para o RFID Journal. A justificativa de Ashton é que a limitação de tempo e rotina vai fazer com que as pessoas se conectem à Internet de outras maneiras, possibilitando até a redução, otimização e economia de recursos naturais e energéticos no mundo.

Ao observarmos funções que podem ser solucionadas por um smartphone ou sistema, percebemos como a Internet das coisas pode facilitar nossa rotina. Desde eventuais furtos de carro – que reconhece o rosto do motorista ao entrar –  até funções de georeferenciamento no campo, no qual são dadas a um consultor de vendas o controle de apontamento de visitas, cadastro do parque de máquinas e cadastro de oportunidades de negócios, sem que ele precise parar para fazer isso tudo.

A ideia desta série de posts é mostrar para vocês como o mundo digital está cada vez mais funcional. Por isso, nas próximas postagens vamos falar mais em soluções do mundo da Internet das Coisas que podem melhorar, e muito, sua empresa e também sua vida pessoal.

 

Deixe um comentário