Sobre a Aliare

Como implementar o Cybersecurity Mesh na sua empresa

Tempo de leitura: 3 minutos

A área de TI interna das empresas tem se adaptado conforme as atualizações do mercado têm se intensificado. 

Como já discutimos em nosso blog, o assunto “segurança” tem ganhado ainda mais destaque, a cada dia que passa. 

Isso porque ambos os lados – empresas e clientes – estão se portando em posição de alerta sobre tudo o que envolve dados e informações. 

Afinal, ninguém deseja ter seus dados sensíveis e confidenciais expostos a qualquer pessoa que possa hackear e acessá-los

Além disso, a segurança cibernética passou a se tornar uma preocupação global, principalmente pelas consequências que a sua falta ocasionam. 

É por isso que estamos cada vez mais trazendo assuntos sobre segurança em pauta. 

Novos termos estão surgindo e precisamos conhecer pelo menos o básico deles para não ficarmos para trás. 

Questões como segurança e defesa cibernética e malha de segurança cibernética agora fazem parte do nosso vocabulário. 

Outros termos passam a aparecer, como criptografia e blockchain. 

Então, não basta só saber que eles existem. É preciso entender como funcionam e como aplicar na sua realidade empresarial para conseguir manter os dados dos seus clientes e da sua empresa em segurança. 

Ficou confuso? Não se preocupe, neste post blog nós separamos o conceito de cybersecurity mesh, trazendo definição, características e aplicação! 


O que é Cybersecurity Mesh

Podemos entender o cybersecurity mesh como uma malha de segurança cibernética. 

Para falarmos de cybersecurity mesh, primeiro é preciso trazer o conceito de segurança cibernética

Nada mais é do que um sistema feito para proteger os recursos digitais por meio de políticas. 

Esse é um conjunto de defesas que protegem dados e recursos tecnológicos contra questões como acesso, manipulação, uso e coleta de materiais não autorizados pelos seus titulares. 

E são diversas defesas que podem ser usadas para detectar intrusos, impedir acessos não usuais ou estranhos, checar identidades e até criptografar informações. 

Assim, a malha de segurança cibernética é uma estratégia de defesa cibernética. 

Ela é usada para proteger cada dispositivo de maneira independente e em seu próprio perímetro. 

Em uma comparação com anos atrás, para se proteger os dados era preciso (ou acreditava-se que era preciso) apenas de uma solução para proteger tudo dentro de uma rede

Essa não é mais a realidade mundial. Com o passar do tempo, começou-se a aplicar a ZTN, ou confiança zero. 

Com ela, pressupõe-se que todas as tentativas de acesso e os dispositivos em geral são considerados suspeitos, até que se prove o contrário. 

Dessa forma, a procura por outras soluções que pudessem proteger os dados teve início – como criptografia e autenticação -, e a malha de segurança cibernética é uma delas

Por isso, a Gartner definiu a malha de segurança cibernética como uma tendência de tecnologia para os próximos anos. 

Como mencionamos, e considerando que muitos ativos existem fora do perímetro de segurança tradicional, a cybersecurity mesh atua no perímetro definido em torno da identidade de uma pessoa ou coisa. 

Em todo o contexto, a malha de segurança cibernética permite:

  • Abordagem de segurança modular e responsiva; 
  • Centralização, distribuição e aplicação de políticas.

Ficou claro porque essa é uma solução para segurança cibernética que será muito requisitada de agora em diante, não é? 

Pois então, chegou o momento de entender como é possível implementar a cybersecurity mesh na sua empresa.

Continue lendo para conferir!


Como implementar na empresa

A previsão da Gartner é de que até 2024, as organizações que adotarem a arquitetura de malha de segurança cibernética serão capazes de reduzir seu impacto financeiro em incidentes de segurança em uma média de 90%. 

A cybersecurity mesh é entendida pela própria empresa que a evidenciou como uma abordagem de arquitetura distribuída para controle de segurança cibernética. 

Suas principais características são: escalabilidade; flexibilidade; e confiabilidade. 

Então, para implementar na sua empresa você precisa seguir alguns passos. Evidenciamos os 5 principais:

1. Faça um diagnóstico dos dados que a sua empresa utiliza;

2. Complemente esse diagnóstico rastreando os dados que a própria empresa gera internamente;

3. Verifique a possibilidade atualizar os sistemas tecnológicos utilizados pela empresa, para garantir que você tenha acesso a processos mais modernos e que contenham ferramentas de verificação de segurança;

4. Encontre os espaços de vulnerabilidade, que apenas a coleta das informações anteriores pode te passar, para evitar riscos em relação aos dados;

5. Desenvolva um setor de TI na empresa para que profissionais qualificados consigam te ajudar a estabelecer as melhores ferramentas para criar a malha de segurança cibernética. 


Assim, como a malha de segurança cibernética nada mais é do que uma estratégia de defesa de dados para as empresas, você como gestor vai precisar pesquisar as melhores maneiras e ferramentas para implementá-la!


Trilha de conteúdos para continuar os estudos na área de segurança 

Se você se interessa por esse tipo de assunto, separamos dois conteúdos especiais para você conferir: 

Aproveite para conhecer os demais conteúdos do nosso blog!

A Solution faz parte da Aliare, a mais completa companhia brasileira de software especializada em agronegócio.

Somos a maior empresa do Brasil em sistemas de gestão de empresas de maquinário agrícola.

Buscamos todos os dias soluções para facilitar a rotina de nossos clientes através da tecnologia.

Copyright © 2024. Solution: Todos os direitos reservados